07 e 08 de Novembro de 2011
Teatro Arthur Rubinstein, Clube Hebraica
São Paulo-SP Brasil - Ver mapa

Notícia

COBERTURA DO SEMINÁRIO – dia 8, tarde

O Seminário Internacional – Inovação e Qualidade da Formação Inicial de Professores fechou com a apresentação da mesa Estágio Supervisionado e Residência Pedagógica como Lócus de Formação Docente. Clive Beck, de Ontario Institute for Studies in Education, da Universidade de Toronto (Canadá) explorou a residência pedagógica como espaço para treinamento de professores. “É fundamental que os cursos de formação inicial tenham relação entre mais profunda entre a teoria e a prática”, afirma. “Os aspirantes a professores devem ser expostos aos aspectos reais do ensino, pois, em geral, a parte é superficial.”

O canadense também defendeu a ideia de que os formadores do ensino superior deveriam discutir a prática de ensino não apenas durante a formação de seus alunos, mas também após algum tempo de saída deles da universidade. “Só assim é possível que os cursos de licenciatura aprendam com a prática de sala de aula e que isso impacte no currículo universitário”, explica. “Tudo, lógico, sempre com muito diálogo.”

A professora Cristina Nogueira Barelli revelou como é a experiência dos estudantes de Pedagogia no Instituto Singularidades. A instituição prevê duas oportunidades de vivenciar a prática durante o curso: o estágio supervisionado e a residência pedagógica. “Nossa intenção é proporcionar a formação de profissionais mais qualificados para a educação brasileira”, conta. No estágio supervisionado, o aluno, desde o primeiro semestre, entra em contato com as escolas de educação básica. “A gente acredita que, com a prática alinhada à teoria, o aluno pode refletir e entender os conteúdos que são trabalhados nas disciplinas que ele estuda.”

Na residência pedagógica, o estudante tem a possibilidade de praticar e se aprofundar ainda mais os aspectos de sua formação. “Isso acontece quando ele se torna um professor em programas de políticas públicas ou da iniciativa privada e do Terceiro Setor”, pontua. Além disso, o aluno recebe uma bolsa auxílio. “Os ganhos para o licenciando são muitos, com aprender a refletir, a ser mais autônomo, a tomar decisões e a compartilhar sua prática pedagógica para quando for efetivo em uma escola.”

Guiomar Namo de Mello, uma das debatedoras, comentou que a residência pedagógica deveria ser parte integrante dos cursos de Pedagogia, como é na medicina, por exemplo. “Essa experiência poderia ser a iniciação na carreira”, defende. “O problema é que tem de ser feito hoje, pois não dá mais para esperar.” A diretora da Escola da Vila, Sonia Barreira, outra debatedora, aproveitou o momento para refletir como que a instituição que dirige pode contribuir ainda mais com o momento de estágio, já que sua escola recebe sempre esse tipo de programa. “Penso que o professor regente pode se envolver mais com seus estagiários para apoiar a teoria e a prática deles em vez de se tornar um mero ajudante.”

Publicado em Notícias

Sua presença não pode ser confirmada.

O e-mail inserido pode estar incorreto.

Lembre-se: o e-mail de confirmação deve ser o mesmo de recebimento do convite. Para tentar novamente, clique aqui.

Se você não recebeu o convite e quer participar, por favor preencha o formulário de interesse.

Caso não consiga fazer a confirmação, entre em contato conosco

Sua presença foi confirmada.

Seminário Internacional 10 Anos Singularidades

07 e 08 de novembro de 2011

Teatro Arthur Rubinstein, Clube Hebraica

Rua Hungria, 1000 - Jardim Paulistano - São Paulo - SP - Brasil

Teatro Arthur Rubinstein, Clube Hebraica

Rua Hungria, 1000 - Jardim Paulistano - São Paulo - SP - Brasil